[Resenha] George, Alex Gino

00:01


Oi pessoal.

O livro George, de Alex Gino conta a estória de um garoto de doze anos que não "se vê como um garoto" e que tem vários questionamentos sobre seu gênero e sua identidade. A estória é narrada em terceira pessoas e o narrador sempre usa o atrigo feminino para se referir a George, que é o que irei fazer durante essa a resenha.

Na escola de George é iniciado um projeto que visa montar uma peça de teatro baseado no livro "A Menina e o Porquinho", o problema é que George quer fazer parte do elenco interpretando a personagem Charlotte ( a aranha) mas não pode por ser um menino.A única que sabe sobre sua vontade é sua melhor amiga Kelly, que a ajuda a realizar esse sonho pois George além de gostar da personagem Charlotte, acha que interpretando-a sua mãe e seu irmão mais velho serão capazes de perceber que ele é uma garota.

Durante o enredo somos apresentados a várias peculiaridades de George, que gosta de ver revistas em que mulheres apareçam de biquíni para apreciar o corpo que ela gostaria de ter. George secretamente também mexe nas maquiagens e roupas da mãe.  O problema começa quando para mostrar sua identidade de gênero, o personagem acaba por reforçar certos estereótipos, por exemplo quando sua professora pede para que cada aluno escolha uma cor e justifique sua escolha e George secretamente escolhe rosa porque isso faria com que as pessoas soubessem que ela é uma garota.

Outras coisas que me deixaram muito incomodada foram os momentos em que ela dizia não se "sentir como um garoto" (gênero não e sentimento) ou quando George conversa com seu irmão mais velho, Scott, sobre ser uma menina e Scott afirma que ele nunca tinha dado "um bom menino". Tento entender até agora o que é ser um bom menino, será que é usar azul, cuspir no chão e falar grosso?

E tudo isso só vai piorando conforme o livro vai chegando ao fim, o autor deu muito "close errado" na construção da estória e a prova disso está nos trechos em que George sonha em poder estar mais rodeado de garotas trans para poder falar sobre cabelo e maquiagem ou quando sua mãe lembra do dia em que George pediu para fazer aulas de balé mas não pôde por ser menino( claro porque menino não pode fazer balé) ou  quando sua melhor amiga Kelly aceita o fato de que George é uma menina e simplesmente diz para ele que ele deve usar saias e maquiagens e que ele tem muita coisa para aprender sobre ser uma mulher.  A pergunta que fica é: O que é ser uma mulher?

Esse livro tem os mesmos problemas que vi no filme "A Garota Dinamarquesa" ,no qual o personagem principal acha que ser mulher é performar feminilidade.


Enfim,esse livro me incomodou muito pela forma como reforçou estereótipos de gênero que são tão prejudiciais para tanta gente (principalmente mulheres) , mas eu também levo em consideração o fato dele não ter sido escrito por um transgênero.

Por ser um livro juvenil a escrita é bem simples e o livro é bem curto sendo possível ler em um ou em poucos dias. Recomendo a leitura no original para quem está treinando a leitura em inglês.



Siga o blog e acompanhe as redes sociais FacebookTwitterInstagram e Tumblr, obrigada.




You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Curta a fanpage

Instagram Images