Machismo em Game of Thrones: livro x série

12:00


Oi pessoal!
 No post de hoje eu queria comentar sobre os livros de As Crônicas de Gelo e Fogo e aproveitar para falar um pouco sobre a série que vem sendo questionada desde o início e que está sendo ainda mais criticada devido a alguns ocorridos da sétima temporada.

As Crônicas de Gelo e Fogo ou Game of Thrones como ficou mais conhecida, é uma saga de livros escritos por George R.R Martin sendo transformada numa série de sucesso em 2011.Devido a tanto sucesso, a série causou algumas polêmicas, entre elas o fato de possuir ou não algumas características sexistas  o que  fez com que  algumas pessoas desistissem de assisti-la.
Apesar de ter assistido poucos episódios da série, li todos os livros lançados até agora por isso quis esclarecer algumas coisas do ponto de vista de quem leu.

É perceptível que apesar de ser uma ficção fantasiosa, os livros são baseados na Idade Média da Europa e que esse contexto deixa uma ótima justificativa para o machismo e personagens femininas que são enfeites, completamente passivas em relação à estória ou objetificadas, mas, a Dana Martins do blog Conversa Cult escreveu um texto ótimo sobre essa mania de justificar o machismo com o argumento de que "Naquela época era assim mesmo" (clique aqui para ler) que faz com que percebamos como essa ideia é falha em vários sentidos.

 Ao contrário de personagens enfeite os livros nos apresentam mulheres fortes que fazem o melhor que podem num mundo machista que limita seus direitos , um exemplo disso é a personagem Cersei Lannister que tinha direito ao trono por ser a irmã mais velha, mas não pode assumir o mesmo por ser mulher. Mesmo assim ela não é uma personagem passiva, mas sim uma personagem muito bem construída que faz o que pode para ter o que quer (isso sendo aceitável ou não).


Por outro lado temos Sansa Stark, uma personagem de doze ou treze anos de idade que foi criada dentro de moldes machistas e que ao contrário de sua irmã mais nova, Aria, aceitou corresponder ao estereótipo do "ser mulher", sendo uma personagem passiva por muito tempo, até algumas coisas acontecerem (que não posso contar se não seria spoiler) e ela mudar, passando a ter capítulos com seu próprio ponto de vista. Nesse caso a passividade da personagem é até  "justificável".


O que de maneira nenhuma é justificável,porém, são as cenas gratuitas em que mulheres aparecem objetificadas tendo seus corpos expostos de maneira desnecessária sendo usadas como "Plano de fundo" para cenas em que homens protagonizam. Por exemplo na cena em que o personagem Karl faz uma espécie de monologo na Fortaleza de Craster e várias mulheres são espancadas e estupradas ao fundo.


 Assim como a cena do estrupo da própria personagem Sansa, praticamente uma cena gratuita de violência contra mulher (pois o mesmo não acontece nos livros) que para piorar nem focou em mostrar as expressões da atriz/personagem durante o ataque , o que praticamente a desumanizou.

O que eu quero dizer é que os livros tem personagens fortes e  muito bem construídas como Daenerys Targaryen e Arya Stark ,e que, até agora  o autor não reproduziu estereótipos sexistas sobre elas, mas, nem os livros nem a série acabaram ainda e temos sim que nos manter vigilantes, temos sim que questionar e problematizar e isso de maneira alguma deve ser visto como "mimimi' ,pois não é só por se tratar de uma ficção que a obra não exerça influência sobre a sociedade que a consome. 

Enfim, eu gosto muito dos livros, sendo uma verdadeira fã da saga, mas isso não me impede de me manter crítica sobre a mesma.

Outros Textos sobre o assunto:





Siga o blog e acompanhe as redes sociais FacebookTwitterInstagram e Tumblr, obrigada.


You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Curta a fanpage

Instagram Images